IGREJA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ARACAJÚ, MIN.YHAVÉH SHAMÁH.
AV: HERACLITO GUIMARÃES ROLEMBERG, 4790, CONJ. ORLANDO DANTAS-ARACAJÚ-SE



segunda-feira, 30 de maio de 2011

PARABÉNS AOS FORMANDOS DA ESCOLA DE LÍDERES

Neste ultimo final de semana foi realizada a formatura da escola de líderes, que contou com a participação de pastores, líderes de celulas e os familiares dos díscipulos formandos. Estar de parabéns os líderes de celulas que tem levado seus díscipulos a passarem pelo processo da visão, para gerarem 12 legitimados.

PARABÉNS AOS FORMANDOS DA ESCOLA DE LÍDERES

PARABÉNS AOS FORMANDOS DA ESCOLA DE LÍDERES

PARABÉNS AOS FORMANDOS DA ESCOLA DE LÍDERES

PARABÉNS AOS FORMANDOS DA ESCOLA DE LÍDERES

PARABÉNS AOS FORMANDOS DA ESCOLA DE LÍDERES

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Pressão de base religiosa leva governo a desistir de kit contra homofobia

Líder do governo vê desinformação de colegas a respeito do trabalho realizado pelo MEC, mas deputado entende que cartilha "ensina criança a ser gay ou lésbica"

Por: Raoni Scandiuzzi, de São Paulo, e Anselmo Massad, de Brasília

Publicado em 25/05/2011, 19:05

Líder do governo Vaccarezza e Garotinho divergem sobre kit anti-homofobia (Foto: Rodolfo Stuckert\Agência Câmara)

São Paulo e Brasília - Após a pressão de setores religiosos da Câmara dos Deputados, a presidenta Dilma, por meio do secretário-geral Gilberto Carvalho, pediu a suspensão de produção do kit anti-homofobia nas escolas públicas. Um dos cabeças do movimento para o cancelamento, o deputado evangélico Anthony Garotinho (PR-RJ), disse à Rede Brasil Atual não querer que “dinheiro público financie opção sexual.” O kit contaria com três vídeos e uma cartilha com orientações contra práticas homofóbicas.

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza, considera que boa parte das pressões é fruto de desinformação por parte de seus colegas. “O que existe é uma cartilha distribuída para gays e lésbicas sobre doenças sexualmente transmissíveis, mas isso foi em 2010”, concluiu.

As Frentes Parlamentares Evangélica e Católica, que têm em Garotinho um de seus representantes, são a favor de uma cartilha que trate os problemas e complicações da homofobia, mas discordam do conteúdo produzido pelo Ministério da Educação (MEC). “Não combate a discriminação, ele estimula a opção sexual gay ou lésbica ou bissexual. Uma cartilha que ensina a criança como ser gay ou lésbica não é adequada”, defende o deputado.

Sobre o motivo de suspensão do uso da cartilha por parte do governo, o parlamentar afirma que na política há sempre um jogo de pressão. “Foi a pressão das pessoas que integram a Frente Parlamentar Evangélica e Católica que fez com que o governo abrisse os olhos para o grande erro que estavam induzidos pela atitude equivocada do (Ministro da Educação) Fernando Haddad.”

O secretário-geral Gilberto Carvalho explicou, após reunião com as bancadas religiosas, que a presidenta não gostou do material produzido a pedido do MEC. "A presidenta se comprometeu, daqui para a frente, que todo material sobre costumes será feito a partir de consultas mais amplas à sociedade, inclusive às bancadas que têm interesse nessa situação."

Jean Wyllys (PSOL-RJ), ligado à defesa das causas da comunidade LGBT, lamentou a decisão e ponderou que a defesa intransigente dos direitos humanos não pode ser feita apenas no exterior. Ele considera que Dilma pagou o preço pela "campanha subterrânea de difamação" realizada por líderes religiosos nas eleições do ano passado. "Espero que a decisão não passe de uma informação mal divulgada e tenho esperança de que a presidenta volte atrás", ponderou o parlamentar em comunicado.

O líder do governo na Câmara, o petista Cândido Vaccarezza, afirmou que o vídeo não é do MEC. “Não há vídeo algum, quem divulga o vídeo é o (deputado do PP-RJ) Bolsonaro. Falei isso ao Garotinho e a todos os deputados com quem conversei. O vídeo de que ele fala não é do MEC, ele foi encomendado a uma ONG, mas não foi aprovado pelo Ministério da Saúde.”

Garotinho não compartilha das ideias do deputado do PP, dizendo que sua “posição é totalmente contrária à de Bolsonaro." Garotinho ainda defendeu que as atitudes de Bolsonaro incitam e promovem a discriminação.

Segundo o deputado do PR o governo se reunirá, nas próximas semanas, com as Frentes Parlamentares Católicas e Evangélica para discutir o conteúdo de uma publicação que realmente combata a discriminação homofóbica.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

ENCONTRO DE HOMENS FOI SOBRENATURAL!

O encontro de homens foi realizado neste ultimo final de semana, com resultados extraordinários, e que contou com o sobrenatural do Senhor Jesus, estar de parabéns todos os pastores e líderes de celulas de excelência.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

UMA MANCHA NA HISTORIA BRASILEIRA

Na última quarta-feira (04), ocorreu algo que manchou a história da sociedade brasileira. O Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu, por unanimidade, a união estável entre casais do mesmo sexo como entidade familiar. Na prática, as regras que valem para relações estáveis entre homens e mulheres serão aplicadas aos casais gays. O art. 226 da Constituição Federal afirma: A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado. § 3º - Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento. Mas o que vimos com a decisão do STF é a banalização dos princípios da família, um verdadeiro ataque à entidade mais antiga do mundo, tudo isso em função de uma minoria que nem mesmo representa 1% da sociedade brasileira. O que está em discussão não é a LEGIMITADE ou CONSTITUCIONALIDADE da decisão dos Ministros do STF, mas sim o fato deste arbitramento ir contra aos preceitos bíblicos, as Escrituras Sagradas. Ora, dizemos que somos o maior país cristão do mundo, e meu posicionamento está fundamentado nos dados do IBGE, Censo 2010, que apontam que o Brasil tem hoje uma população de 190 milhões de pessoas, sendo 182 milhões de brasileiros cristãos. Portanto, eu, Marcel Alexandre, quero fazer uso da prerrogativa do mandato parlamentar que me foi concedido pela sociedade manauara para falar em defesa das famílias da minha cidade e do meu Estado, o Amazonas. Falo para você, cidadão amazonense. É por esse povo que eu me manifesto e garanto que não calarei minha voz. Porque assim como os Ministros do STF são os protetores da Constituição Federal, como Ministro do Evangelho sou defensor dos princípios da família, onde homem e mulher são as bases dela, como determinado pela Bíblia, a Constituição Eterna do nosso Deus. Fica aqui o meu registro de repúdio à decisão do STF quando temos outros temas que necessitam de maior celeridade do Judiciário Brasileiro. Marcel Alexandre Vereador – Manaus/AM

domingo, 15 de maio de 2011

LEGITIMAÇÃO DOS 12 DA SEGUNDA GERAÇÃO COMEÇOU!

A Igreja Assembléia de Deus em Aracajú, Ministério Yhavéh Shamáh, realizou neste ultimo sabado dia 14 a legitimação dos 12 da segunda geração do Apóstolo Wilson Nabuco e da pastora Regina, foi uma festa muito bonita e alegre, contamos com a participação do coordenador do M12 no estado, Apóstolo Silvio Ricardo e do Apóstolo Jonelildo do Ministério Coinônia. A Igreja esteve lotada para a cerimônia, o Ap. Silvio ministrou sobre a legitimação de 12, frisando ele que é uma honra ser 12, pois é o modelo de Jesus. Houve muita adoração e celebração. No proximo mês de dezembro teremos o fruto fiel, onde estaremos legitimando 12 da segunda geração e 12 da terceira geração. Parabéns líderes de excelência.

LEGITIMAÇÃO DOS 12 DA SEGUNDA GERAÇÃO COMEÇOU!

LEGITIMAÇÃO DOS 12 DA SEGUNDA GERAÇÃO COMEÇOU!

LEGITIMAÇÃO DOS 12 DA SEGUNDA GERAÇÃO COMEÇOU!